sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Acordo ortográfico - parte I

Acordo ortográfico 1
Vamos a pouco e pouco publicar sínteses das mudanças ocorridas com a aprovação do acordo, um trabalho de síntese realizado pela equipa da biblioteca.
Do alfabeto e dos nomes próprios estrangeiros e seus derivados

1. Alfabeto
São introduzidas as letras k, w e y, que passam a integrar oficialmente o alfabeto da língua portuguesa. Assim, o alfabeto passa a ser constituído por 26 letras, cada uma delas com uma forma minúscula e outra maiúscula, a saber:
a A á, b B bê, c C cê, d D dê, e E é, f F efe, g G gê ou guê, h H agá, i I i, j J jota, k K capa ou cá, l L ele, m M eme, n N ene, o O ó, p P pê, q Q quê, r R erre, s S esse, t T tê, u U u, v V vê, w W dáblio, x X xis, y Y ípsilon, z Z zê
Obs.:
1 - Além destas letras, usam-se o ç (cê cedilhado) e os seguintes dígrafos: rr (erre duplo), ss (esse duplo), ch (cê-agá), lh (ele-agá), nh (ene-agá), gu (guê-u) e qu (quê-u).
2 - Os nomes das letras acima sugeridos não excluem outras formas de as designar.
As letras k, w e y usam-se:
a) Nos antropónimos de origem estrangeira e nas palavras que deles derivam.
b) Nos topónimos de origem estrangeira e nas palavras que deles derivam, quando não existe a forma portuguesa – Nova Iorque, Bordéus...
c) Nas siglas, símbolos, unidades de medida e unidades monetárias internacionais.
d) Nas palavras de origem estrangeira de uso corrente.

a) Darwin – darwinismo; Kant – kantiano
b) Kosovo – kosovar; Washington – washingtoniano
c) kg (quilograma), km (quilómetro) WC (Water Closet), WWW (World Wide Web)
d) kart, windsurfista, yoga

Sem comentários:

Enviar um comentário