sábado, 10 de dezembro de 2011

Prémio Nobel da Paz 2011


Prémio Nobel da Paz 2011 foi dividido entre três mulheres do oriente médio, hoje dia 10/12/2011, às 15h05min.
Três mulheres que combatem a injustiça, a ditadura e a violência sexual na Libéria e no Iêmen ganharam o prémio Nobel da Paz 2011, neste sábado. A cerimónia aconteceu na capital da Noruega. A presidente liberiana Ellen Johnson Sirleaf, sua compatriota Leymah Gbowee e a iemenita Tawakkul Karman receberam os seus diplomas e medalhas com muitos aplausos na cidade de Oslo. Segundo o presidente do comitê Thorbjoern Jagland, as três mulheres representam a luta pelos "direitos humanos em geral e das mulheres pela igualdade e paz, em particular".

Desde 2004, nenhuma mulher ou sub-saariana africano tinha ganho o prémio. Na ocasião, o comité de honra Wangari Maathai, do Quénia, mobilizou mulheres pobres para combater o desmatamento com plantio de árvores.

Sirleaf foi eleita presidente da Libéria em 2005, depois de ter sido a primeira mulher democraticamente designada à chefia de um país africano, e ganhou a reeleição em outubro.

Aos 39 anos, Gbowee participa de uma longa campanha pelos direitos das mulheres e contra o estupro, desafiando os senhores da guerra da Libéria. Em 2003, ela levou centenas de manifestantes do sexo feminino a fazerem uma "greve de sexo" para exigir o desarmamento rápido de lutadores, que continuam reprimindo as mulheres, apesar de um acordo de paz que deveria ter terminado há 14 anos.

A jornalista Tawakkul Karman, membro do partido islâmico Islah, é a primeira mulher árabe a ganhar o Prémio Nobel da Paz. Ela também lidera o grupo de direitos humanos das mulheres Jornalistas sem Correntes. Ao escolher Karman, o comitê do prémio também reconheceu o movimento Primavera árabe defendida por ativistas muitas vezes anónimos da Tunísia para a Síria.

O prémio Nobel consiste numa medalha de ouro, acompanhada por um diploma e um cheque de 10 milhões de coroas suecas, que corresponde a um milhão de euros. Esse valor será dividido entre elas. Os prémios Nobel de Literatura, Química, Física, Medicina e Ciências Económicas também foram entregues neste sábado, em Estocolmo.

Sem comentários:

Enviar um comentário