quinta-feira, 18 de setembro de 2014

Maria Judite de Carvalho

        Maria Judite de Carvalho  nasceu em Lisboa, a 18 de Setembro de 1921 e faleceu em Lisboa, em 1998.
       Entre 1949 e 1955 viveu em França e na Bélgica. Apesar da notória qualidade e profundidade da sua obra e da sua escrita (entre o poético e novelista, entre o cómico e o grotesco, num registo ora trágico, ora ironicamente perverso), a autora permanece ainda desconhecida do grande público.
    “Maria Judite de Carvalho permanece uma escritora de atualidade renovada, difícil de catalogar no estilo que geralmente lhe é associado (herdeiro do existencialismo e do chamado “novo romance”), hábil dissecadora do desespero e da solidão quotidiana na grande cidade.", conforme referido no seu perfil na página Mulheres portuguesas do século XX.

       As suas obras não pretendem dar explicações ou ser tratados morais ou comportamentais pelo que a explicação é substituída pela insinuação e pela sugestão, de onde decorre a opção por uma escrita "limpa", sem excessos estilísticos, e por narrativas breves.

Sem comentários:

Enviar um comentário