segunda-feira, 19 de janeiro de 2015

Heidi e o poder do ar das montanhas

   





   Heidi é uma menina curiosa, alegre, doce, sem um pingo de maldade no corpo, apesar das suas circunstâncias – é órfã, e vive com a tia, que a larga no meio das montanhas dos Alpes suíços, às mãos de um avô que não conhece e que é calado e resmungão. Mas Heidi não se importa nada, muito pelo contrário. Fica fascinada com as paisagens, as cores, os cheiros, os animais, e nem fica nada atrapalhada quando o avô lhe diz que não tem cama para ela. Fazem uma cama com feno, por cima da qual estendem lençóis e cobertores e pronto.
   Heidi é intrinsecamente feliz e contagia os outros com a sua bondade e energia positiva. Pedro, o rapaz, pastor de ovelhas, a avó que até Heidi aparecer apenas espera pela hora em que a morte a levará, o avô que não desce a montanha e passa os seus dias ruminando solitário nos seus afazeres, todos eles são inspirados pela menina.
   Até que um dia a tia regressa para a levar para Frankfurt a fim de fazer companhia à filha doente de um senhor rico. É aqui que tudo muda. A vida na cidade deprime Heidi, que por ser um espírito livre, deixa a rígida governanta, a Miss Rottenmeier, em polvorosa. Apesar de a menina se afeiçoar a Clara, a rapariga doente, e à avó dela, a Sra. Sesemann, Heidi tem muitas saudades da montanha, da liberdade que tinha, do avô, e sofre ao saber que a avó de Pedro poderá morrer antes que possa cumprir a promessa que lhe fez de voltar com pãezinhos fofos.
   A história é bucólica, sacarina, otimista, Heidi é como um sol, uma criança que quase pode ser comparada a um anjo na terra, já que o livro está imbuído de mensagens cristãs, falando-nos do poder da fé e da oração, e com uma situação específica que poderia ser atribuída a um «milagre», mas que deixa espaço para a «força de vontade» e a influência do positivismo. As descrições alimentam imagens românticas de paisagens verdejantes, fazendo-nos sonhar com uma viagem aos Alpes suíços e, sobretudo, recordar como é importante o contacto com a natureza.
   Um livro que fará com que muitas crianças queiram saltar do sofá e pedir aos pais para irem todos juntos dar um passeio no campo.

Título: Heidi, a Menina dos Alpes e Heidi, o Milagre da Montanha
Autor: Johanna Spyri
Tradução: Dora Reis e Manuela Ramos
Editor: Booksmile

Sem comentários:

Enviar um comentário