terça-feira, 11 de dezembro de 2012

Numa mensagem, o Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-Moon, ressalta que "os direitos humanos pertencem a cada um de nós sem exceção, mas se não os conhecemos, se não pretendemos que sejam respeitados e não defendemos o nosso direito e os dos outros, permanecerão somente palavras vazias num documento escrito décadas atrás".

Tendo em vista os novos desafios que poderemos vir a enfrentar, sigamos o exemplo dos ativistas de direitos humanos, deixemo-nos guiar pelo caráter forte e sempre atual da Declaração Universal e façamos todo o possível para que sejam acolhidos e reconhecidos os ideais e aspirações em favor de cada cultura e de cada pessoa.

Sem comentários:

Enviar um comentário